Ir para conteúdo

Acompanhe-nos:
Facebook


Ir para conteúdo

Prefeitura
Acompanhe-nos:
Facebook
EnfeiteENQUETE DA PREFEITURA
Em qual área a Prefeitura deveria investir?
EnfeiteINFORMATIVOS
Receba os Informativos da Prefeitura
de Anhembi em seu e-mail. Cadastre-se!
UNIDADES FISCAIS
IPCA - 2016 - 7,87%
Notícias
Principal   Notícias
 
21/03/2017
› MIGUEL MACHADO LUTA PARA DESATAR OS NÓS QUE AS ADMINISTRAÇÕES ANTERIORES DEIXARAM

O CENTRO COMUNITÁRIO DE ANHEMBI

Se perguntar aos mais velhos, principalmente aos nascidos e criados na cidade e na região de Anhembi, certamente lembrarão com saudade do querido Centro Comunitário, dos bons bailes e festas que confraternizava toda a população. Os mais novos se recordarão das domingueiras, festas de formaturas etc. Hoje o Centro Comunitário de Anhembi passou a ser mais uma obra inacabada no município, um outro fato que também incomoda a população, pois era um dos poucos espaços de lazer e cultura do município, e que agora é mais um “nó” herdado das antigas administrações.

O projeto de Reforma e Adequação do Centro Comunitário de Anhembi refere-se ao convênio Nº 767915/2011, com data de inicio em 29/05/2012 e final em 02/07/2017. Ao assumir a prefeitura, Miguel se deparou com um projeto em execução, porém, houve rescisão unilateral do contrato por abandono da Empresa Negrão e Negrão Construtora LTDA e a obra encontra-se hoje com 58,79% executados, com base nos relatórios de 2016.

Em 22/08/2014 foi apontado no Siconv o documento de DILIGÊNCIA TÉCNICA, onde foram apontados algumas falhas entre o serviço proposto e o executado, ou seja, o que consta no projeto não é o que foi realmente executado na obra.

Conforme o apontamento 003/2014, algumas das divergências foram: Troca de materiais para o serviço de estrutura e cobertura, onde estava proposto estrutura de madeira de Lei de primeira serrada, não aparelhada por telhas cerâmicas e cobertura de telha Francesa ou Marselha e foi utilizado estrutura metálica e cobertura com telhas de aço trapezoidal. Foi apontado também que no item 3 da planilha orçamentária, alvenaria, o serviço de laje pré-moldada para piso não foi identificado nas plantas de arquiteturas, bem como nos demais projetos constantes no processo, as áreas onde serão executadas o referente serviço. Foram identificados diversos itens com valores superiores e inferiores ao aprovado no plano de trabalho.

Na conclusão do relatório de DILIGÊNCIA TÉCNICA, foi sugerido esclarecimento acerca da contratação do serviço da estrutura metálica, uma vez que na planilha solicitada consta o serviço de estrutura de madeira e não a metálica.

Em função destas divergências apontadas, o convênio encontra-se parado, aguardando a análise do Ministério da Cultura para poder assim ter continuidade na execução.

IMPORTANTE ressaltar que, a nova gestão acabou ficando de mãos atadas frente a essa situação, pois agora as decisões dependem do Ministério da Cultura, porém o Prefeito Miguel Machado continua lutando. Sua ida a Brasília também teve esse assunto em pauta, e o Prefeito e toda a equipe estão empenhados na solução desse problema.

“Desatar os nós não é uma tarefa fácil, principalmente quando não se tem acesso todas as informações necessárias, mas estamos trabalhando e lutando junto aos órgãos responsáveis para resolver esses problemas. Eu, como cidadão anhembiense, quero o Centro Comunitário de volta, e como Prefeito vou lutar para que isso volte a ser uma realidade do nosso povo!” Finalizou com bastante esperança o Prefeito Miguel Machado.

 

O FRÍGORÍFICO DO PESCADO

Doze anos se passaram e muitas obras foram deixadas de lado, Anhembi se transformou em um verdadeiro canteiro de obras. Esqueceu-se do humano, da pessoa, e atribuiu-se valor somente à obras e construções. E na verdade esse não é o problema, o problema maior é que a grande maioria dessas obras não foram finalizadas e seus projetos originais constam irregularidades e divergências, levando em consideração a falta de prestação de contas dos serviços já executados.

Antes mesmo de ser eleito e assumir a prefeitura, Miguel já sabia que iria encontrar problemas, principalmente se tratando de algumas obras específicas, paradas há anos, e que estavam na mira dos olhos da população. Muito se ouvia do povo de Anhembi comentários do tipo: “Cadê os milhões de reais do frigorífico do pescado?”; “Quando nosso Centro Comunitário vai voltar a funcionar?”. Indagações como essas  levaram o Prefeito Miguel Machado e sua equipe a debruçar-se sobre os fatos e tentar entender cada detalhe a respeito dessas obras.

A equipe de Obras e Serviços Públicos junto com a equipe de Convênios passaram os primeiros dias de governo procurando papeis, documentos e arquivos que pudessem clarear os caminhos e mostrar alguma solução.

 A respeito do Projeto da Unidade de Beneficiamento do Pescado de Anhembi/SP, mais conhecido como Frigorifico do Pescado, referente ao convênio Nº 782135/2012, que teve início em 31/12/2012 e final em 26/12/2016, por ainda não estar concluído, obras paralisadas e com prazo de vigência expirado, o primeiro passo da nova gestão foi aguardar a aprovação de prorrogação de vigência já feito anteriormente. Enquanto isso a equipe contatou todos os órgãos responsáveis para tentar se inteirar de todas as situações, e posteriormente foi firmado um novo prazo de vigência do convênio até 22/12/2019.

Em 28,29 e 30 de Novembro de 2016, as obras foram vistoriadas pelos fiscais do Ministerio da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Mauro, Bruno Pinto da Silva e José Vinhote Costa, com o acompanhamento do diretor de obras da Prefeitura. Conforme relatório da fiscalização, foram encontradas diferenças significativas referentes aos percentuais de andamento das obras. Esse convênio não teve prestação de contas parcial apresentada, portanto foi sugerido pelo Engenheiro que o ministério solicite uma prestação de contas da 1ª parcela e que sejam justificadas as desconformidades do projeto físico executado com o valor de investimento pago, isso será avaliado pelo jurídico do ministério.

A questão é que a atual administração terá que realizar essa prestação de contas “informando” um fato ocorrido em gestões anteriores, com medições atestadas e assinadas pelos responsáveis na época. Trabalho este que será um tanto dificultoso no aspecto de entender o que ocorreu, pois não se tem diários de obras para avaliar as divergências entre mudanças de projeto e de execução financeira maior do que o físico executado.

 Após visita do Prefeito Miguel Machado à Brasília, pleiteando e lutando junto aos ministérios,  a expectativa é conseguir a liberação da segunda parcela do recurso e também de receber os engenheiros do Ministério da Agricultura para mais uma vistoria na obra.

O Departamento de Obras e Serviços Públicos já se reuniu com a empresa responsável pela obra, alinhando os pontos para o restante dos serviços. Também se reuniram com à Sabesp para poder realizar o planejamento da rede coletora de esgoto e abastecimento de água.

“Precisamos ter esperança, arregaçar as mangas e continuar trabalhando, e é justamente isso que estamos fazendo. Infelizmente alguns problemas herdados não dependem diretamente de nós para serem solucionados, mas mesmo assim estamos fazendo as intervenções necessárias junto aos ministérios e órgãos responsáveis para que aquilo que é do povo, volte a ser do povo!” Finalizou o Prefeito Miguel Machado.

 

 
 

Galeria de Vídeos:   Ver mais
Publicado: de de
Anhembi, terra querida por todos!

Anhembi, terra querida por todos!

 
 

 
Logo
LOCALIZAÇÃO:
Icone prefeitura@anhembi.sp.gov.br
Praça: Prefeito Ismael Morato do Amaral, n° 67,
CEP: 18620-000 | Centro - Anhembi / SP
Central de Atendimento:
(14) 3884-9020
Atendimento Atendimento de Segunda-feira a Sexta-feira das 8 h as 11:30 h e das 13 h as 17:30 h.,
© Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados - Instar Internet Instar

icone instar © Copyright Instar - 2006-2017. Todos os direitos reservados.